terça-feira, 23 de junho de 2015

Casa de Julieta, um verdadeiro mimo

Carinho para uma aniversariante especial!

É tão bom quando a vida da gente é feita de delicadezas. Um mimo aqui, um carinho acolá. São coisas que possam parecer simples, mas que contribuem com o sorriso de cada dia. Acordar um pouco mais cedo para surpreender seu amor com um pão com manteiga na chapa pode ser melhor do que um banquete no café da manhã. Receber uma mensagem saudosa de um grande amigo que está longe pode ser capaz de fazer a distância sumir por alguns segundos. São essas miudezas do dia a dia que nos enchem o coração e deixam tudo mais leve.

Foi assim que descobri e me apaixonei pela Casa de Julieta, uma fábrica de mimos comestíveis. Encantei-me com a delicadeza do trabalho, muito bonito e artesanal. Faltava experimentar para saber se o sabor correspondia. Caí de amores. Biscoitos, cookies, chocolates, madeleines, woopies, pirulitos e cupcakes, tudo maravilhoso. A praticidade também é uma qualidade, pois faço meus pedidos online, trocamos ideias e quando são entregues está tudo perfeito.

Indico que você experimente ou surpreenda alguém especial com um mimo desses, já que todos merecem um afago na alma. Sempre. ♥

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Pizza da Vovó


Já falei aqui algumas vezes que minha avó é uma musa inspiradora de vida e cozinha, mas sempre pensava que faltava contar uma coisa importante por aqui: a receita de pizza da Dona Conceição. É uma massa curinga na minha vida e que tenho muito orgulho de usar sempre, já que sou a única da família que aprendeu os ensinamentos de vovó para tal preparo. O que motivou esse post (e os tabuleiros da foto acima) é ter encontrado a receita que minha avó formatou há mais de quinze anos para mim, já que ela só prepara “no olho” e, para que eu aprendesse, precisava de medidas. Essa receita rende dois tabuleiros médios, apesar de raramente fazermos essa quantidade, pois a família é grande e a fome maior ainda. Afinal, pizza da vovó é uma tradição muito respeitada/desejada lá em casa.

Ingredientes:
50 gramas de fermento biológico fresco
1 colher de sopa rasa de açúcar
1 colher de sopa rasa de sal
3 ovos
½ xícara de chá de óleo
1 ½ xícara de chá de leite
Farinha de trigo até o ponto (cerca de 4 xícaras)

Modo de preparo: dissolver o fermento com o sal e açúcar até ficar líquido. Acrescentar os ovos e dar uma batinha. Adicionar o óleo e o leite, em temperatura ambiente, e misturar novamente. Adicionar farinha de trigo, mexendo até dar um ponto mole e grudento (um pouco mais consistente que massa de bolo). Deixar descansar por 30 minutos. Untar e enfarinhar os tabuleiros. Colocar a massa, espalhando com a ajuda de uma colher, até cobrir todo o tabuleiro. A espessura da massa pode variar de acordo com o gosto de cada um. Levar para pre-assar no forno e depois colocar a cobertura que desejar. Levar ao forno novamente até dourar o fundo da massa e derreter aquele tantão de queijo que você vai colocar.

* Para outros usos como torta, salgados e pães é só acrescentar mais farinha de trigo até o ponto de enrolar.

sábado, 6 de junho de 2015

Bom Brasileiro


Se tem uma coisa que gosto nessa vida é padaria. Agora pensa em uma que prioriza ingredientes brasileiros, faz tudo de forma artesanal, entrega em casa e ainda tem sorriso no rosto. Então, essa é a Bom Brasileiro, uma grata surpresa em Juiz de Fora. 

Comandada por Cintia Vidal e Hélio Botelho, que fazem questão de cuidarem pessoalmente de cada detalhe, os produtos são diversificados e de muita qualidade. De lá, já experimentei o pão de abobora, maça e canela, a casquinha de laranja cristalizada e o coockie de chocolate, que por sinal viraram os meus preferidos. Super indico, liga pra lá: (32) 3082-4995.

*Ressalto que esse post não é patrocinado, eles manjam dos paranauê mesmo.