quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Jantar Conspiração Gastronômica

Cagaita, maria gondó, coquinho azedo, sapucaia e maracujá croá. Se você não conhece, nunca ouviu falar ou faz tempo que não encontra um desses, eis a oportunidade de resgatar produtos típicos da culinária mineira. Esse é o objetivo da Conspiração Gastronômica ao preparar um jantar especial no restaurante Splendido Ristorante, na capital mineira, hoje, dia 09 de dezembro.
A Conspiração Gastronômica é um movimento lançado para preservar os produtos de origem mineira, assim como nortear uma nova culinária calcada em suas raízes. Com técnicas avançadas e próprias da alta gastronomia, os pratos são elaborados para surpreender na qualidade e no sabor dos ingredientes de nossa terra. Os idealizadores do projeto Eduardo Maya (Comida Di Buteco), Eduardo Avelar (Sabores de Minas) e Ralph Justino (Festival de Gastronomia de Tiradentes), são incansáveis na luta pela valorização dessa saborosa cultura. Pensando nisso, criam os cardápios com essa concepção, onde os produtos são apresentados, assim como seus produtores, o que certifica os qualifica como produtos de origem.
Nesse jantar, Maya e Avelar comandam pessoalmente a cozinha, colocando em prática o ideal da Conspiração Gastronômica. O público viverá experiências inesquecíveis, que irão de um Frango caipira em cama de mil folhas de angu a uma Tartelette de maracujá croá com creme inglês. É um evento imperdível para os amantes da boa gastronomia, bem como para os que valorizam a cultura de nossas Minas Gerais.

Informações
Evento: Jantar Conspiração Gastronômica
Local: Splendido Ristorante - Rua Levindo Lopes, nº 251 – Savassi
Data: 09/12
Valor: R$ 90,00 (bebidas a parte)
Reservas: Espaço Eduardo Avelar pelo telefone (31) 3293-1785 e Centro Culinário Eduardo Maya pelo telefone (31) 3227-2657
Patrocinadores: Nestlé e Martplus
Apresentação: Estado de Minas e Rádio Guarani FM
Apoio: Belotur

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Entrevistando: Eudes Assis

Quando percebeu que a gastronomia fazia parte de sua vida?
Desde a infância já gostava de estar ao lado da minha mãe na cozinha, observando-a no preparo das refeições.

O que é uma cozinha caiçara? Como você desenvolveu esse estilo?
É uma cozinha com base em ingredientes da costa litorânea. Antigamente, sem acesso de estrada aos centros comerciais, os caiçaras se alimentavam basicamente de pescados, caça, bananas, raízes, palmito e taioba. Minha cozinha é baseada em minha raiz familiar e experiências gastronômicas vividas pelo mundo. Valorizo os ingredientes da minha região com técnicas modernas.

Quais são suas referências na cozinha?
Chefs que enalteceram a gastronomia com ingredientes brasileiros, divulgando para o mundo. Exemplos como Alex Atala, o saudoso Paulo Martins, Roberta Sudbrack e Ivo Faria.

Qual maior desafio vivido até hoje?
Representar o Brasil num evento gastronômico em New Brunswick-EUA,com mais 23 chefs de diversos países.

Como você analisa a evolução e o futuro da gastronomia?
Hoje temos técnicas inovadoras que nos permitem obter um melhor sabor de cada ingrediente. Quanto ao futuro, acho que pode ser cada vez melhor, porém, se tivermos a consciência da sustentabilidade na gastronomia.

Qual sua obra prima?
Minha maior obra prima de vida é o meu filho Leonardo, fonte de inspiração! No restaurante Seu Sebastião, o menu degustação, pequenas porções de peixes e frutos do mar com ingredientes regionais.

Como é seu processo de criação?
Minha qualidade de vida. Morar cercado da Mata Atlântica (Sertão do Cacau-Camburi). Comprar pescados direto da canoa na praia. Viajar e conhecer novas culturas gastronômicas. Prestigiar e trocar ideias com amigos da área. Ler. E estar interado de técnicas e tendências atuais.

O que ama e o que odeia no prato?
Amo o frescor dos ingredientes, defendo que para um bom prato é necessário uma excelente matéria prima. Odeio pratos em excesso, salgados, gordurosos ou mal executados, como ingredientes passados do ponto.

O que te emociona na cozinha?
Criar novos pratos e satisfazer a expectativa dos clientes

O que lhe tira o apetite?
A falta de apoio e recursos para os jovens brasileiros se profissionalizarem, já que a grande maioria não pode pagar uma universidade nesta área.

Você é Feito com Pimenta?
Sim! Adoro!! Como das mulheres: o dedo da moça, de cheiro, biquinho e até a malagueta. Sempre uso uma boa pitada, pimentinha picante!!

Batedeira Walita

Dando início a uma série nova de propagandas antigas, o Feito com Pimenta abre as cortinas para a glamurosa batedeira Walita. Palmas!


Lenda do açaí



Mais uma fruta que ganhou lenda foi o açaí. Segundo os contos, sofria-se com falta de comida na tribo. Diante disso, o cacique Itaki mandou que todas as crianças que nascessem fossem sacrificadas, para que a população não crescesse mais.
Tempos depois, sua filha Iaçã deu à luz uma menina, que também fora sacrificada. Iaçã ficou desolada e pedia ao deus Tupã que seu pai encontrasse outra solução para o problema.
Em uma triste noite, a jovem pensou ouvir o choro de uma criança e começou a procurar de onde vinha. Até que, diante de uma palmeira, avistou sua filha, que rapidamente desaparecera.
A índia então desfaleceu e só foi encontrada no outro dia, abraçada à palmeira e com o olhar voltado para os frutos que estavam no topo. O cacique mandou que colhessem os frutos e produzisse um suco vermelho, que recebeu o nome açaí, a palavra Iaçã invertida.
A fruta serviu para alimentar toda a tribo e a lei de sacrificar crianças foi extinta.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Massas


Na última segunda-feira, dia 25, foi o Dia Mundial do Macarrão. Sempre fui apaixonada por todos os tipos de massas, mas ultimamente estou praticamente viciada nelas. De todos os tipos e formas, as massas estão se tornando marca registrada lá em casa e interesse comum.
Na verdade, acho que sou vítima nessa história....
"A mãe presenteou com o cilindro, as irmãs não querem mais massa industrializada, o último presente do namorado foi um livro de massas e as amigas querem encontro só com massa".
Como podem ver, estou sendo coagida a essa prática. Sendo assim, tenho que confessar: eu me rendo! Ainda mais, se for por um tradicional bolonhesa com bastante parmesão, manjericão e azeite.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Mapa gastronômico



O Foodspotting, um aplicativo gastronômico para iPhone, é a novidade para os que gostam de comer fora de casa. A ideia é funcionar como um guia mundial da gastronomia, inclusive com ilustrações. O usuário fotografa o prato/comida e publica com informações sobre o nome, endereço, telefone e mais observações que julgar pertinente. Feito isso, o GPS do aparelho identifica e organiza, formando um mapa-múndi gastronômico. É um sistema colaborativo, onde usuários do aplicativo podem postar indicações, assim como consultar e marcar como desejado, gostei e não gostei. Com este recurso, fica fácil escolher os lugares, podendo ser por localização, tipo de comida e classificação dos usuários.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Notícias da Conspiração



Ontem tivemos reunião da Conspiração Gastronômica, cheia de sabores, discussões e boas ideias. Em primeiro lugar, tenho que dizer como estou feliz em fazer parte do deste Conselho, tanto pela causa justíssima quanto pelo seleto grupo, com nomes importantes da mídia, instituições, governo, chefs e apaixonados pela cultura gastronômica de Minas Gerais. Este encontro foi para formalizar a participação de alguns, apresentar o projeto e pensar estratégias.
Estamos na fase inicial, discutindo critérios e formas de colocar o projeto em prática. Além de uma fase importante para a Conspiração, que precisa ser bem trabalhada, está sendo muito proveitoso para mim, que a cada dia aprendo mais com essa turma.
Já adianto que em novembro, dias 17 e 20, a Conspiração irá realizar dois jantares, bem característicos de Minas. O site também está sendo desenvolvido a todo vapor, teremos fórum de discussão e tudo mais.
Destaque especial para a mesa que trazia lembranças, resgates e descobertas de Minas. Lembrança da bala de leite na palha, resgate de pinhão e descoberta do coquinho azedo. Só conhecia de nome e ontem experimentei seu saboroso suco e sua semente, que parece um pinole, lembra coco e que me fez devorar até o último.
E ainda revi amigos, salve Chiari, Avelar, Maya e Cacá! Savará a todos!

Veja também: Orgulho de Minas

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Receita em quadro


Fiquei encantada com essa maneira de demonstrar os ingredientes de uma receita. A ideia é da Ikea, rede mundial de lojas de decoração, que lança o criativo catálogo Homemade Is Best . As obras de arte são assinadas pelo fotógrafo Carl Kleiner e pela stylist de gastronomia Evelina Bratell, que demonstram receitas típicas da Suécia.

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Olhos de guaraná

Muitas frutas típicas do Brasil foram descobertas pelas mãos dos índios, o que explica as lendas contadas sobre a origem de algumas. O guaraná, por exemplo, é campeão de histórias que explicam sua existência.
Em uma dessas, conta-se que havia um casal de índios na selva, que sonhavam em ter um filho.
Até que Tupã, o deus dos deuses, concedeu a eles um filho perfeito. O menino era esperto e inteligente, sabido de todas as coisas. Contudo, para protegê-lo, os pais não lhe contaram sobre o segredo de Jurupari, um espírito do mal, que podia se transformar em qualquer coisa.
Atiçado pela bondade do menino, Jurupari resolveu tirar-lhe a vida. O espírito do mal se transformou em serpente e, como todas as criaturas da mata eram afeiçoadas ao menino, ele não se intimidou diante do animal, que acabou por picá-lo.
Ao encontrarem o menino viram que ele estava morto, com os olhos virados para trás. A floresta se abateu com tanta tristeza e, no meio do desespero, ouviu-se um trovão do céu, que fora interpretado pela mãe do menino como sendo a voz de Tupã.
A vontade do deus era que fossem enterrados os olhos do garoto, de onde nasceria o guaraná, que muito se parece com os olhos do pequeno.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Tá acabando


Colher de pau

Frango ao molho pardo

Cachaça sem rótulo

Café no coador de pano

E ovo de gema mole

Queijo de leite cru

Rapadura na madeira

Panela de pedra

Lingüiça de fogão à lenha

E tacho de cobre

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Entrevistando: Alessander Guerra


O blogosfera é um espaço que foi invadido por diversos sabores. São muitos os chefs, cozinheiros ou simplesmente apaixonados por gastronomia que fazem desse meio a extensão da cozinha. É uma forma de compartilhar informações, assim como a tradição de trocar de receitas. Pensando nisso, o Feito com Pimenta começa um intercâmbio de blogs. E o primeiro é o Cuecas na Cozinha, que já se tornou referência em conteúdo de qualidade, assim como, pela peculiaridade de trazer homens para o fogão do dia a dia. Confira a entrevista com Alessander Guerra, idealizador do projeto.

Como surgiu a ideia do blog?
Há uns 10 anos eu cozinho. Há mais de 3 resolvi começar a falar sobre tudo o que gostava de preparar e também de comer e beber. Assim surgiu o Cuecas na Cozinha, um blog que fala um pouco de tudo relacionado ao universo cozinha/culinária/gastronomia.

O Cuecas virou uma marca e sucesso de público e mídia. Como explicaria isso?
Eu nunca pensei em fazer o blog por causa disso. Simplesmente eu queria falar do assunto de uma forma menos formal, mostrar que era possível não ter experiência e, mesmo assim, ir pra cozinha e fazer uma coisa legal. Acho que as pessoas se identificaram com meu jeito de ser e de escrever. Eu não sou chef, não pretendo ser, sou apenas alguém que tem o prazer de cozinhar, comer e beber.

Como vê a relação de mídia e gastronomia?
Acho que chegou a hora da mídia voltar os olhos para grandes cozinheiros e cozinheiras espalhados pelo Brasil, dos quais depende a perpetuação de pratos regionais.

Que conselho daria para quem quer começar um blog?
Faça algo que você goste e que tenha a sua cara. Seja você. E tenha responsabilidade sobre o que diz. O Blog não pode servir como instrumento para prejudicar outros.

Como definiria a gastronomia brasileira?
Uma mesa cheia de ingredientes diferentes, que a maioria não sabe o que é e nem para que serve.

Qual importância da gastronomia para nossa cultura?
Ela é a própria cultura, uma vez que os pratos regionais tem história.

Como você analisa a evolução e o futuro da gastronomia?
Acho que a evolução é na verdade uma volta ao passado. As pessoas cansaram de tanta invencionice. A maioria só quer comer uma comida normal bem feita.

O que lhe tira o apetite?
A corrupção que assola o país.

O que lhe enche a boca d’água?
Uma vitrine de chocolates.

O que ama e odeia em um prato?
Tempero, amo quando um prato tem e odeio quando não tem.

Uma obra prima na cozinha?
Amigos em volta do fogão.

Uma obra prima de Blog?
Todos os blogs que se preocupam em ser éticos naquilo que fazem.

Você é Feito com Pimenta?
Muita pimenta, normalmente sou do tipo suave, mas me cutuque para ver como meu grau de ardência vai subindo.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Pudim de abóbora com calda de rapadura e alecrim


Essa é uma receita especial, pois foi uma das sobremesas servidas no jantar de lançamento da revista Sabores e cedidas pelo Buffet Petit Pois Gourmet, das amigas Isabella Christo, Isabella Lanza e Paula Brito, que sabiamente comandaram a cozinha.

Ingredientes
3 xícaras de chá de abóbora cozida
4 a 5 ovos (vai depender do tamanho do ovo)
3 xícaras de chá de creme de leite fresco
2 colheres de sopa de manteiga
2 xícaras de chá de açúcar
Cravo e canela a gosto
1 ramo de alecrim
Melado de rapadura

Modo de preparo
Aromatizar o creme de leite com cravo e canela. Coar. Juntar o creme de leite aos outros ingredientes, menos o alecrim e a rapadura, e bater no liquidificador. Em separado, ferver o melado de rapadura com o alecrim. Coar. Enformar o pudim em forma untada com manteiga ou com a calda de rapadura. Levar ao forno em banho maria por 35 minutos. Temperatura do forno: 150ºC.

Pregorexia

Hoje fui surpreendida com um termo que desconhecia totalmente, apesar de soar familiar. Pregorexia, que é um novo tipo de transtorno alimentar, vivido por mulheres grávidas. Com medo de ganhar peso durante a gestação, elas desenvolvem esse transtorno e passam a comer pouco e fazer uso de laxantes, tudo para emagrecer.
Pareceu familiar, pois já nos acostumamos em ouvir sobre bulimia e anorexia, também transtornos alimentares. Os já conhecidos, são sérios e muito perigosos, chegando a casos extremos de emagrecimento. Contudo, o mal reflete em você. Na pregorexia, tem um fator a mais. E te falo, costuma ser um fator bem fofinho e que chora quando está com fome.
A desnutrição no período da gravidez afeta não só a mãe, mas o bebê pode sofrer complicações e, em casos mais graves, chegar ao aborto.
Então mamães, curtam o período da gestação e cuide da saúde de vocês: mãe e filho.

Dica Shoptime


Quem fizer compras de produtos Fun Kitchen, acima de R$199,00, no Shoptime, ganha o quarto volume da coleção “As Melhores Receitas do Shoptime”. A publicação conta com mais de 40 receitas dos chefs Flávia Quaresma e Pascal Jolly, com sugestões de entradas, pratos principais, sobremesas e lanches pensando na facilidade de utilização dos produtos Fun Kitchen, marca de eletroportáteis exclusiva do Shoptime, que acaba de completar nove anos. O livro possui fotos de Alexander Landau e projeto editorial da Texto Forte Consultoria e Soluções.
*A promoção é válida até o próximo domingo, dia 19.

Orgulho de Minas...

Das montanhas de Minas Gerais, inconfidentes ensaiaram um grito no final do século XVIII. A luta era contra a opressão dos colonizadores portugueses que, dentre outras exigências, proibia atividades fabris e artesanais. Tempos depois, outros mineiros também ensaiam um grito. Eles, que já foram tachados de loucos e sonhadores, conspiraram algum tempo até decidirem que é chegado o momento. É a hora de subir em montanhas e se fazer ecoar por horizontes distantes. Agora, é fazer valer a bandeira idealizada pelos inconfidentes e que se tornou representação do Estado. “Liberdade ainda que tardia”. Reconhecimento da gastronomia mineira ainda que tardio.
Esse movimento é a Conspiração Gastronômica, fundada por meio de uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip), não por acaso, no dia 21 de abril. A luta é para promover, divulgar e preservar os produtos e a cultura gastronômica de Minas Gerais, levando-a para todo o Brasil e exterior.
Para isso, está sendo criado um “selo” que irá reconhecer e classificar os produtos mineiros autênticos e de qualidade. Uma forma de valorizar o produtor e difundir os ingredientes típicos do Estado. É resgatar aquelas tais atividades fabris e artesanais que, carregadas de identidade cultural de um povo, foram proibidas pela Coroa Portuguesa em 1785. É aliar a tradição à modernidade, é acompanhar a evolução mundial da gastronomia, mas sem esquecer suas origens.
A Inconfidência Mineira representa para os mineiros um símbolo de resistência e luta pelos seus direitos. E, assim como aqueles, temos estes outros, os inconfidentes de um novo tempo, por uma nova causa, mas que trazem marcas de um povo sabido e corajoso. Os nossos “Joaquim” são Eduardo Avelar, Eduardo Maya e Ralph Justino.
Cada um tem uma história particular e traz sua história de vida para a Conspiração. Avelar é chef de cozinha e responsável pelo Guia Sabores de Minas, um projeto que, pelo jornal Estado de Minas, viaja por todo o Estado, pesquisando e descobrindo em cada canto as belezas escondidas em nossas cozinhas. Esse trabalho traz para a Conspiração Gastronômica a experiência com mapeamento dos produtos de origem em Minas Gerais.
Já Eduardo Maya, também chef e empresário, é responsável pelo Comida Di Buteco, evento que, há mais de dez anos, vem difundindo a cultura de botecos em Minas Gerais. Com o Comida Di Buteco, o conceito de bares no Estado mudou, uma vez que foi resgatada a bela cultura de botecos. Esse projeto conspira com o resgate da identidade cultural dos mineiros, a forma como Minas se orgulha, por exemplo, de ter bar, e não mar.
E Ralph Justino, um empresário apaixonado por gastronomia, é o idealizador do Festival de Gastronomia de Tiradentes, um evento que faz parte do calendário gastronômico e conhecido por colocar Tiradentes no mapa. Nos dias do festival, a cidade respira o melhor da gastronomia nacional e internacional, permeada pela tradição de Minas Gerais. Esse trabalho mostra a força do Estado ao consolidar sua gastronomia.
A partir dessa aliança, o trio tem conseguido atrair gente de toda a sociedade mineira, pessoas que fizeram e fazem parte da história deste Estado. Mineiros unidos por uma causa, uma nobre causa que tem gosto de queijo e goiabada.

“Ser mineiro é dormir no chão para não cair
da cama. Mineiro não dá ponto sem nó. Não
conversa, confabula. Não combina, conspira.”
Fernando Sabino

*Texto produzido especialmente para Revista Sabores e que divido aqui com vocês...

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Missão cumprida


Notícia boa: Revista Sabores prontinha...
Notícia boa: Estou de volta ao blog...
Notícia boa: Feliz da vida pelas duas acima...

terça-feira, 20 de julho de 2010

Sabores...

Nós últimos dias, a vida está uma correria que só. Isso em função de um novo trabalho, a revista Sabores. Essa revista é veiculada por meio de Lei de Incentivo à Cultura e está ligada ao Circuito Brasileiro de Cultura e Gastronomia, que abrange os Festivais de Gramado (RS) e Tiradentes (MG). A proposta da revista é trazer aos leitores uma informação de qualidade e com temas que proponham reflexões sobre a história e cultura de nossa alimentação. O que encanta nesse projeto é a paixão das pessoas que o idealizaram e que, apesar das dificuldades, o mantém. A revista é anual e, quase sempre, tem seu projeto aprovado na Lei nos últimos instantes. Então, o tempo para produzi-la é curtíssimo. Para tanto, sacrificamos noites adentro e finais de semana sem problema. O cansaço pesa, o corpo reclama e dormir é algo que não conhecemos nesses dias. Mas como vale à pena... Para mim então, uma jornalista perdida no mundo, que sempre se interessou pela relação entre cultura e gastronomia, é um verdadeiro prato cheio. E para o Feito com Pimenta, que está um pouco renegado ultimamente, está surgindo um turbilhão de ideias e pautas.
Não deixe de acompanhar os sabores de uma menina apimentada...

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Gourmet Virtual está de volta

Gourmet Virtual - Gastronomia é Cultura

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Ideias geniais na cozinha

Inspirada pelas caixinhas de suco do post anterior, comecei uma verdadeira caça a objetos e ideias interessantes para a cozinha. São criações que buscam soluções simples para facilitar o dia a dia. Encontrei coisas divertidas e outras que diria até geniais.
Afinal, quem nunca inventou algo na cozinha que atire a primeira colher. Desde utensílios destinados para uma coisa e que, na hora do improviso, utilizamos para outra completamente diferente. E aquele ingrediente que faltou e ao substituirmos por outro criamos uma nova receita. Sem falar nas invenções mirabolantes das empresas, que sempre surpreendem.
Então, qual foi seu momento gênio na cozinha?

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Imitando a natureza


Caixinhas de suco do designer japonês Naoto Fukasawa, que criou embalagens de suco imitando a cor e a textura das frutas. Tinha que ser idéia dos japas!

segunda-feira, 26 de abril de 2010

domingo, 25 de abril de 2010

Receita da Semana

Há algum tempo tenho acompanhado notícias sobre a cozinha caiçara do Chef Eudes Assis. Para entender melhor o trabalho do chef, estou preparando uma entrevista com ele especialmente para o Feito com Pimenta. Mas, enquanto aguardamos as cenas do próximo capítulo, coloco aqui uma receita deliciosa do chef.

Torra fondant de chocolate

Ingredientes para fondant:
700 gr de chocolate meio-amargo
500 ml de creme de leite fresco
8 claras em neve
100 gr de bolacha de maizena triturada
50 gr de bolacha de chocolate sem recheio triturada
3 col. de manteiga em temperatura ambiente

Modo de preparo Fondant:
Triturar as bolachas juntas, acrescer a manteiga até formar uma farofa cremosa, forre o fundo da assadeira com a farofa. Assar em forno 180ºC por 10 min. Derreta o chocolate meio amargo em banho Maria. Bata as claras em neve, reserve. Bata o creme de leite até uma textura cremosa. Com auxilio de um fue misture o chocolate, as claras e o creme batido. Despeje sobre a forma e leve ao refrigerador até endurecer.

Ingredientes para creme inglês:
500 ml de creme de leite fresco
4 gemas passadas pela peneira
2 col. de açúcar
1 col. de essência de baunilha

Modo de preparo creme brullée:
Misture todos os ingredientes e cozinhe em banho maria até ficar com uma textura cremosa.

Montagem:
Ponha 2 colheres de creme brullée no fundo do prato. Monte um pedaço da torta no prato, decore com fatias de morango e hortelã. Salpique açúcar por cima do creme e com o auxilio de um maçarico queime a superfície.

sábado, 24 de abril de 2010

Comendo letras

Não comerei da alface a verde pétala

Não comerei da alface a verde pétala
Nem da cenoura as hóstias desbotadas
Deixarei as pastagens às manadas
E a quem mais aprouver fazer dieta.

Cajus hei de chupar, mangas-espadas
Talvez pouco elegantes para um poeta
Mas pêras e maçãs, deixo-as ao esteta
Que acredita no cromo das saladas.

Não nasci ruminante como os bois
Nem como os coelhos, roedor; nasci
Omnívoro; dêem-me feijão com arroz
E um bife, e um queijo forte, e parati
E eu morrerei, feliz, do coração
De ter vivido sem comer em vão.

Vinicius de Moraes

segunda-feira, 19 de abril de 2010


Durante um mês, de 15/04 a 15/05, acontece o 5º Festival Brasil Sabor, realizado pela Abrasel. O evento está presente em mais de 300 cidades brasileiras com o objetivo de valorizar a comida de cada lugar. As casas escolhem um prato, com preço diferenciado, para seguir a temática eleita para essa edição: “sabores que contam histórias”. Para este ano também foi criada a promoção “mais um por conta da casa”, em que o prato do festival é grátis para o acompanhante de um pagante. Contudo, nem todos os estabelecimentos são obrigados a seguir a promoção. Então, acho bom confirmar a informação antes com a casa.

--------------------

E mais uma vez o mundo da gastronomia se une à web. Seguindo a tendência de outros países, bares na Flórida tem instalado webcam e disponibilizando as imagens em tempo na internet. O cliente não precisa ir pessoalmente conferir o movimento, é só dar uma olhadinha no computador. A idéia é interessante, mas será que não terão problemas com os clientes que já estão no bar? Afinal, qualquer um pode acompanhar sua noitada...

--------------------

Quem disse que criança não pode ficar na cozinha? Muitos cozinheiros de sucesso começaram suas produções em cima de um banquinho porque não alcançavam a mesa. Para incentivar os pequenos, a editora Publifolha acaba de lançar o livro Um mundo de receitas, de Abigail Johnson Dodge, que ensina a criançada a preparar pratos dos quatro cantos do planeta.

--------------------

Proposta de projeto para aumentar a gorjeta dos garçons de 10% para 20%, entre o horário de 23h e 6h, foi encaminhada para a Câmara dos Deputados. Acontece que os segmentos envolvidos, inclusive os próprios garçons, parecem não estar muito satisfeitos com a proposta. A questão é que eles temem a queda de movimento em função da medida. Gente, mas a gorjeta não é optativa?

 --------------------

Para quem gosta de luxo e sofisticação na cozinha, eis uma boa notícia. A marca Whirlpool traz para o Brasil os produtos KitchenAid, uma verdadeira grife de eletrodomésticos e utensílios para cozinha. No total, serão 21 produtos, como refrigeradores, batedeiras e vários outros acessórios. O preço também é bastante luxuoso, com valores entre R$ 1,6 mil e R$ 18 mil. Ui!

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Receita da Semana

O frio chegou antes mesmo do inverno. Isso não é de se admirar, diante de tantas confusões climáticas que vivemos ultimamente. Enquanto alguns não gostam, outros esperam ansiosamente os dias frios. Eu apenas vivo. Gosto de aproveitar todas as coisas boas que o inverno traz com ele. Filme, coberta, namorado e chocolate quente. Tentador não é!?
Para inspirar um final de semana desses, a Receita da Semana chega para esquentar o corpo e a alma. A receita foi cedida pelas chefs Mariana Rodrigues e Marina Hernandez, sócias do Banquet Ideias Gastronômicas, no Rio de Janeiro, para uma matéria que fiz há algumas semanas. Obrigada meninas!

Chocolate quente com toque de café
Ingredientes:
50 g chocolate amargo picado
01 xícara de leite
02 colheres de sopa de açúcar
1/2 xícara de água
01 xícara pequena de café
03 gemas
Modo de preparo:
Numa panela, aquecer o leite com o açúcar e a água. Em uma vasilha colocar o chocolate picado e jogar a mistura do leite, açúcar e água aquecidos, em cima. Misturar bem até dissolver. Acrescentar o café e as gemas, mexer e voltar ao fogo para que engrosse um pouco. Mexer constantemente em fogo baixo. Assim que engrossar servir imediatamente. Polvilhar canela em cima.
Dica das chefs
Para acompanhar esta bebida dos deuses, nada melhor que biscoitinho de canela, um churros ou até mesmo um bolinho bem saboroso!

terça-feira, 13 de abril de 2010

100 Chefs do Planeta

O site Casa e Jardim, através da seção Casa e Comida,  fez uma seleção para definir os 100 chefs do planeta. A idéia é mostrar os que mais se destacaram na profissão. Eles utilizaram um recurso de mapa para dispor a seleção. E não é que o Brasil está no mapa, com quatro representativos pontinhos. Com quatro represantivos chefes: Alex Atala, Carla Pernambuco, Helena Rizzo e Roberta Sudbrack.
Contudo, acho pouco quatro pontinhos, diante de tantos outros chefs bons que temos por aqui. Também acho que outros países possam estar com essa sensação. Mas, isto é o que dá quando tratam de inventar listas.

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Botecando

Frevo Mulher do Bar Temático / Crédito foto: Drison Medeiros
Começou a maratona. Um mês, 41 botecos e muito jiló. O Comida Di Buteco chega este ano em sua 11ª edição com o jiló como ingrediente de destaque. Os botecos, que já estão trabalhando nos pratos há algum tempo, terão agora que conquistar o público, seja por criatividade ou por sabor. O desafio não é fácil, visto que a concorrência é grande e os mineiros levam muito a sério o concurso.
O desafio para mim este ano também não é pequeno, pois terei que experimentar todos os pratos. Além de ser uma verdadeira maratona, tem um pequeno detalhe: até a presente data eu não como jiló de jeito maneira. Mas, estou disposta a ser conquistada pelo jiló, então, que venham os pratos. O trabalho será divulgado pelo portal Gourmet Virtual, que mostrará o Comida di Buteco do início ao fim, inclusive a Saidera, evento que marca o fim do concurso.
Como eu sou jornalista e não crítica, o trabalho por lá é profissional e busca ao máximo ser imparcial. Então vamos apurar ao máximo, para buscar as informações, características do prato, história, processo de criação e tudo mais com máximo de fidelidade. Isso eu conto no Gourmet Virtual, que não poupará espaço para essa cobertura.
Já no Feito com Pimenta, acho que não sou nem jornalista e muito menos crítica, eu sou é palpiteira mesmo. Então, os detalhes suaves e ardidos ficarão por aqui. Ressalto que também buscamos ser imparcial e fiel aos leitores no blog, mas parece que ele tem vida própria e parece também que não tem papas na língua. Assim, não deixe de conferir os próximos capítulos do Comida Di Buteco, tanto lá quanto cá.
Seis chefs brasileiros representam o Brasil na terceira edição do Festival do Peixe em Lisboa. O festival, que tem a gastronomia brasileira como inspiração este ano, acontece entre os dias 10 e 18 de abril. Presenças confirmadas de Alex Atala, Claude Troisgros, Bel Coelho, Beto Pimentel, Mara Salles e Tsuyoshi Murakami. Acho que estamos bem representados...rs!
--------------------
Um restaurante na Califórnia elaborou um hambúrguer gigante. Batizado de Oh My God, o sanduba tem na receita dez fatias de queijo, meio pé de alface, dois tomates, uma cebola, alguns picles e quase dois quilos de carne. E mais, é servido com um quilo de batata frita. Dá para encarar?
--------------------
O governo da China etá pensando em banir o consumo de cães e gatos como alimento no país. Mesmo que tenha diminuido nos últimas anos, a prática ainda é adotada em algumas regiões do país. Contudo, além de muitos chineses terem cães e gatos como animal de estimação, eles estão começando a pensar que esse costume traz uma imagem negativa para o país. Tudo bem que a previsão de elaboração e vigência da lei é para dez anos, mas já é um começo.
-------------------
Pesquisadores na França divulgaram um estudo afirmando que uma alimentação rica em sushi pode modificar a flora intestinal. Isso porque quando comemos algas, ingerimos também bactérias marinhas. Para eles, a pesquisa mostra que os alimentos e seus modos de preparo podem influenciar na flora intestinal. Isso é bom ou ruim?
-------------------
Essa é para os apaixonados por vinho: primeiro aplicativo gratuito de vinhos para iPhone no Brasil. Lançado pela marca Expand, você pode consultar na tela um catálogo de vinhos por país de origem, assim como por tipo e valor. Além disso, pode consultar o endereço, com mapas, das 32 lojas da marca Expand Brasil. E tem mais, dicas de harmonização, eventos e notícias sobre o mundo da enologia. Tin tin!

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Entrevistando: Deise Novakoski

Eu já conhecia. Da televisão, de entrevistas e livros. De uma harmonização aqui e um Dry Martini lá. Por ser ela a primeira sommelière mulher do Brasil. Mas o que acabei de conhecer foi seu jeito divertido e franco de responder umas perguntinhas perdidas em um dia chuvoso.

Qual maior desafio já vivido?
Equilibrar-me com a balança.

Você sempre participa de programas de televisão, seja como entrevistada ou como apresentadora. Como vê a relação de mídia e gastronomia?
Nunca pensei sobre isso, mas acho que tudo o que fazemos é para ser consumido, seja lá de que maneira for. Portanto, a mídia é fundamental para atingirmos este objetivo.

Assim como os ingredientes brasileiros tem ganhado destaque em pratos, você acha que essa tendência pode ser percebida também nos copos e taças?
Só nas taças de espumantes e nos copitos de cachaça - nos demais produtos corretos produzidos no país, nada é destacável a ponto de despertar a curiosidade do consumidor de outras culturas. Além disso, temos uma enorme indústria de péssimas bebidas. Fora as aguardentes produzidas artesanalmente, os demais destilados são de matar, na verdade. Nossas cervejas beiram a mediocridade se comparadas com as produzidas mundo a fora. Ah, deixa quieto que já já a Ambev me interdita....

E essa tal mixologia molecular?
Gosto! Acho positivo por dois motivos: obriga os profissionais a estudarem mais profundamente a composição dos coquetéis. E, faz com que o consumidor pare para apreciar e degustar cada gotinha/pedacinho do seu drinque.

O que mais encanta em uma bebida?
O sabor.

Qual harmonização perfeita?
Amigos + boa comida+ boa bebida + um bucadim de dinheiro só pra comprar o que for preciso pra cozinhar e beber.

Sua bebida favorita?
Água.

O que não dá para engolir?
Vinhos feitos com uva torrontes – parecem argentinos com a barba delineada e perfumada – ui que horror!

Quais são suas referências?
Atrás da loura, depois do gordo, tá vendo o careca?

Quais projetos desenvolve atualmente?
Nenhum. Projeto é coisa de quem não tem emprego, dou duro todos os dias. Hoje trabalho em cinco lugares: Eça, Globo, GNT, Zona Sul e aqui em casa. Deste último peço demissão. Não recebo, o patrão é bravo e ainda por cima não me deixa beber no serviço.

Fale um pouco sobre seu lado escritora.
Escrever foi o jeito que arranjei de continuar falando - pelos cotovelos, sobre meu marido e meus filhos: o vinho e os coquetéis.

E fale o que mais quiser, se quiser, como quiser...
Só acrescentar que se eu pudesse começar tudo novamente eu repetiria tudo sem tirar nem por. Ou pondo e tirando, como queira. Mas que repetiria, isso eu repetiria. Oh, vida boa sô!!!

terça-feira, 6 de abril de 2010

Gelo reutilizável

Gelo é coisa simples de fazer: água, forma e freezer. Agora, nesse país tropical em que vivemos, imagine ter um gelo eterno. A ideia parece genial, mas é ainda mais simples do que a receita tradicional. São pedras que, extraídas de uma antiga base livre de poluição, liberam o frio de forma gradual, mantendo a bebida gelada por bastante tempo. Para usar, é só colocar as tais pedrinhas no freezer uma hora antes e pronto, eis o gelo eterno. A manutenção é simples, lavar em água corrente e guardar em bolsa de couro que acompanha o produto.
O melhor é que economiza nosso recurso natural mais precioso, a água.
Para comprar.

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Influências


Que salvem as boas influências. Explico. Desde que comecei a me interessar por gastronomia como manifestação cultural, encontrei muitas opiniões diversas, outras bem parecidas e algumas esclarecedoras. As últimas vieram de pessoas que já estão na estrada há algum tempo e que, desde o primeiro contato, só me ensinaram e trouxeram inspiração, principalmente por não terem desistido.
Não são poucos, quando penso em mim, que já tendenciosa, me entreguei à causa. Contudo, pouquíssimos quando comparados à necessidade de defensores para essa tal valorização da gastronomia como cultura que falo.
Tenho uma busca incansável, que já se tornou pesquisa séria, sobre esse assunto, sempre buscando defender essa cultura. Não é tarefa fácil. Talvez demore. Ainda mais quando dependo de informações governamentais (ai, as repostas demoram). Mas, certamente, um dia concluo essa história. E, certamente, não será sozinha.
A propósito, algumas boas influências: Cacá Pádua, Beto Amaral e Eduardo Avelar.

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Receita da Semana


Sardinha
Outro dia fui fazer uma matéria sobre sardinhas e seu benefício para a saúde. Além de descobrir que a danada é realmente muito boa para a saúde, aprendi uma receita prática e saborosa. Uma opção diferente e barata para variar o cardápio da quaresma.
Falando primeiro da saúde, a explicação é que parte da gordura da sardinha é composta por ácidos graxos comprovadamente eficazes em baixar a taxa de colesterol e triglicérides sanguíneos. Esses ácidos, denominados Ômega 3, reduzem também a coagulação, minimizando a possibilidade de trombose, auxiliam a controlar a pressão arterial e possuem efeito antiinflamatório.
A sardinha pode ser preparada de várias formas, contudo, para reforçar seu papel saudável, é bom evitar fritura. Então, lá vai uma receita simples, saudável e cheia de sabor.

Ingredientes
10 sardinhas inteiras limpas
200 ml de óleo
200 ml de vinagre
200 ml de água (ou o que baste para tampar as sardinhas)
Sal e tempero a gosto

Modo de preparo
Disponha as sardinhas em uma panela de pressão, intercalando-as até formar um tipo de esteira. Coloque os temperos e líquidos e cozinhe por 40 minutos. Depois de pronta, a sardinha fica parecida com a que compramos enlatada, é surpreendente.



quinta-feira, 1 de abril de 2010

Saia do balaio


Não há um seminário, discussão, debate e demais manifestações gastronômicas que não evoque a gastronomia brasileira por aqui ultimamente. Virou tema certo para muitos, diria até, quase todos. Não discordo, de modo algum. Acho sim que a gastronomia brasileira deve ser elevada ao patamar mais alto, levando junto a mineira, baiana, amazonense e todas mais de nosso país. No entanto, acho que poucos estão fazendo por onde.
Mas será que lutar é falar de um produto aqui, resgatar uma receita ali? Por exemplo, eu, que não me excluo dessa, leio revistas especializadas, sites e blogs de gastronomia, acompanho eventos, festivais, debates, enfim, tento estar por dentro do assunto. Mas até que ponto contribuo efetivamente e até que ponto poderia contribuir com essa história toda? E adiante tem os chefs, as empresas, o governo, a mídia e mais uma sociedade inteira, todos no mesmo balaio de mesmice e reproduções belas de discursos velhos.
Fico com a sensação que está faltando um Einsten na gastronomia, aquele que irá surgir com uma ideia genial e transformar todo um pensamento. Fico com a impressão de termos vários Enistens precisando de incentivo e coragem para expressarem as tais geniais ideias. Fico com o receio de que alguns até querem, mas, de alguma forma, são impedidos de falar. Fico com a certeza de que algo precisa acontecer. Já!

Ardida: Boicote ao balaio?

quarta-feira, 31 de março de 2010

Digitalização a comida


Parece coisa de japonês, mas não, a idéia é de um brasileiro, o designer Marcelo Coelho. Através do Instituto Tecnológico de Massachussetts (MIT), nos Estados Unidos, o cara desenvolveu um projeto que diz ser o futuro da gastronomia. A máquina desenvolvida armazena, mistura e deposita camadas de ingredientes para preparar as receitas.
O tal “Construtor Digital” funciona como uma versão 3D das impressoras atuais. Os cartuchos são preenchidos com ingredientes básicos que podem ser usados nas preparações. Além disso, tem um forno, para as receitas assadas. E, ainda, a tela do aparelho mostra informações diversas capturadas na internet, como valor nutricional dos ingredientes e melhor aplicação de receitas.

Seria o futuro ou fim do mundo? Que medo...

sábado, 27 de março de 2010

Qual o som da sua cozinha?



Além de panelas, tampas e batedeiras, a cozinha tem um som especial, pelo menos na minha é assim. Acho que para aqueles que gostam de cozinhar e celebrar o momento, nada melhor que uma música para embalar a sintonia das receitas. Para quem tem prazer em escolher os ingredientes perfeitos, pensar a composição do prato e se entregar à cozinha, nada melhor do que uma trilha sonora especial.
Quando estou na cozinha, a música sempre está lá. São duas artes, manifestações culturais que se encontram e inspiram. Em dias que cozinho para alguém especial, Chico é uma boa opção. Para os dias que cozinho para muitos, prefiro músicas mais animadas, Lenine é certo. Nos dias que a tristeza é motivação, prefiro Cazuza, como é bom viver um drama. Já em dias que cozinho para mim, feliz da vida, Vinícius dá o Tom. Tem muitos outros CDs (isso mesmo, nada de MPSei lá o que) que não saem do repertório.

Qual o som da sua cozinha?

sexta-feira, 26 de março de 2010

Receita da Semana


Pequeno bolo
Para adoçar o final de semana, nada melhor que um saboroso petit gateau. Uma sobremesa simples de fazer e sofisticada para comer.

Ingredientes
170 g de chocolate amargo
½ xícara de manteiga
2 ovos inteiros
3 colheres de açúcar
1/2 xícara de farinha de trigo

Modo de preparo
Em banho-maria, derreta o chocolate junto com a manteiga. Na batedeira, bata os ovos com açúcar até formar um creme fofo e esbranquiçado. Junte o chocolate já derretido com a manteiga e acrescente a farinha de trigo aos poucos, até que a massa fique homogênea. Coloque a massa em forminhas já untadas e leve ao forno pré aquecido. O tempo de forno pode variar entre 5 e 8 minutos. No meu, o tempo certo é de 7 minutos, então, teste com uma forminha antes para saber qual o seu ponto.

Montagem
Desinforme em seguida e ainda quente acompanhado de uma bola de sorvete de creme e o que mais a imaginação mandar.


Mande receitas, dicas e sugestões para o próximo Receita da Semana.

quinta-feira, 25 de março de 2010

É só uma hora!


Chilli mouse

Para quem pensa que pimenta é só nas panelas, eis que surge uma novidade: um mouse bastante apimentado. O feito é da empresa gaúcha Asys, que trouxe para o Brasil esse e outros divertidos mouses da marca Pat-Says-Now. O Chilli mouse certamente irá agradar chefs e apaixonados por pimenta, assim como eu. Ainda mais para quem alterna o tempo entre o espaço da cozinha e o virtual. A proposta da marca suíça ao criar mouses com formatos diferentes e coloridos é oferecer um produto para deixar o ambiente de trabalho (ou de casa) mais descontraído. Eu achei a ideia genial e já estou louca com o meu. Você pode achar os mouses em lojas especializas e nesse site.

terça-feira, 23 de março de 2010

Senhor Cilindro


Confesso.
Sempre gostei de trabalhar massas, de ter o contato com os ingredientes.
Sovar, acariciar, música boa, uma companhia ideal, vinho e pronto. Precisa de algo mais?
Sim! Acabei de descobri-lo: meu novo companheiro Senhor Cilindro.
Às vezes um molho elaborado, outras, um fio de azeite, alho e ervas bastam.
Sabe aqueles vícios, que prendem a gente de forma brutal. Estou vivendo isso.
É tudo culpa do cilindro.
Há pouco tempo ganhei esse senhor de presente, daqueles bem antigos, manual mesmo.
Desde então, a vontade é de cilindrar até água.
Como todo vício, não perdoa.
Contudo, recuso tratamento, lições de auto-ajuda e até mesmo medicamentos.
Confesso, estou me perdendo inteira nesse vício.

segunda-feira, 1 de março de 2010

Devassa vetada

Depois de muito burburinho e tititi, o Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária – Conar – concedeu hoje uma liminar parcial que suspende a veiculação da campanha da cerveja Devassa, estrelada pela modelo Paris Hilton.
Segundo o portal G1, a Devassa Bem Loura, marca pertencente à Schincariol, teve as propagandas de televisão, rádio, mídia impressa e internet suspensas. O motivo argumentado pelo Conar é de que as campanhas tem apelo sensual. Além disso, uma promoção do site poderia estimular o consumo excessivo de álcool. E, ainda, para a Secretaria Especial dos Direitos da Mulher, o site estaria desrespeitando a mulher. Quanta coisa...
A Schincariol, lógico, acatou a decisão, mas, certamente, irá se defender nessa história. Mesmo porque, segundo outros burburinhos e tititis, o investimento para lançar a nova cerveja foi de R$ 1 bilhão, sendo que só com propagandas e com a estrela da campanha Paris Hilton, seriam gastos R$ 100 milhões.
Com essa história, mais uma vez é levantada a questão do apelo sexual nas campanhas de cervejas. Ardida ou suave?
A campanha pode ser assistida no youtube

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Projeto exemplo

A Cozinha Pedagógica Profissionalizante Josefina Costa, que funciona no Mercado Popular da Lagoinha, em Belo Horizonte, comemora neste mês uma década de funcionamento. Implantada em 15 de fevereiro de 2000, a cozinha promove a profissionalização e a qualificação de mão de obra por meio de cursos na área de alimentação. Desde sua criação, a cozinha formou mais de 25 mil profissionais.
Os cursos oferecidos são uma oportunidade para aqueles que desejam se qualificar para o mercado de trabalho no setor de culinária. São oferecidos cursos diversos, como bombons, doces de festas, salgados e pizzas, confeiteiro, bolos decorados, cozinha internacional, entre outros.
Outro programa desenvolvido no Mercado da Lagoinha é a Padaria Escola Nicola Calicchio, que oferece estrutura, equipamentos e utensílios que ampliam as oportunidades de aprendizado dos alunos que frequentam o Mercado da Lagoinha, com o objetivo de obter ou aprimorar a qualificação profissional.
Belo trabalho!

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Saboreie...


quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Começo ou fim?


Em pleno Madrid Fusión, Ferran Adriá anuncia o fechamento do seu restaurante El Bulli, eleito por quatro anos seguidos como o melhor do mundo. Essa informação já era especulada por muitos, mas a confirmação oficial só veio agora.
O lugar ficará fechado durante dois anos, sendo 2012 e 2013. Isso porque Adriá pretende transformar o lugar em laboratório para estudo da alta cozinha. Segundo o chef, em 2012 o El Bulli completará cinqüenta anos, uma marca que exige inovações.
Sinceramente, acho que toda pesquisa e estudo são bem-vindos, pois traz conhecimento, seja ele qual for. Contudo, tenho um pouco de medo do que Adriá vai descobrir. Acho sim, que a gastronomia deve sempre estar em transformação e, o que é mais importante, inovação. Mas também acho que a gastronomia tem seus princípios e que deve ser respeitado o seu conceito.
Recentemente, em entrevista à revista Veja, Rogério Fasano, um importante nome da gastronomia brasileira, disse o seguinte: “Cozinha tem fronteiras, sim. Espaguete italiano com molho asiático? Estou fora”. A entrevista repercutiu por várias declarações, contudo, essa foi a que mais me chamou a atenção.
Gosto de novidade e tudo mais. Acho que as espumas e esferas têm seu lugar na história da gastronomia. Agora, imaginem o Adriá por conta de sua cozinha futurista durante dois anos. Acho que teremos coisas impressionantes, mas temo. Assim como Fasano, sou um pouco resistente a espaguete italiano com molho asiático. E mais ainda a espuma de não sei o quê com esfera de sei lá o quê. Muito ardido?

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Cardápios em braile


A Secretaria de Turismo de Pernambuco (Setur) apresentou essa semana os primeiros 45 cardápios em braile produzidos em convênio com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) e a Associação Pernambucana de Cegos (Apec). A proposta é fazer com que cada um dos 250 estabelecimentos associados à Abrasel apresente cardápios adaptados aos deficientes visuais. A expectativa é que até o final do primeiro semestre todos os cardápios dos estabelecimentos conveniados estajam disponíveis nesse formato.
A ação tem como objetivo atender à necessidade dos deficientes visuais, assim como, contribuir para o respeito aos direitos dessas pessoas. Segundo a Apec, no Estado inteiro existem aproximadamente 70 mil cegos, enquanto no Brasil a marca chega perto de 700 mil.
Essa iniciativa é pioneira no país e pode servir de exemplo para outros governos e estabelecimentos. É uma forma de atender melhor ao seu público, uma vez que, com alguma deficiência ou não, todos são consumidores iguais. E, portanto, merecedores de tratamento igual também.
Preciso perguntar se é ardida ou suave?

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Ano novo, leitura nova


Além de esperanças, sonhos e projetos, o ano de 2010 começou para mim com duas leituras novas. Livro é sempre um bom presente, quando de assuntos relacionados à gastronomia então, é um verdadeiro deleite. Dentre os presentes de Natal, ganhei duas literaturas que ainda estou desbravando: "1001 comidas para provar antes de morrer" e "Ervas, temperos e condimentos".
Ambos são interessantes pelo simples fato de tratar de assuntos comestíveis, embora, pelo que já pude perceber, sejam muito distintos pela linha editorial. Enquanto o primeiro fala de curiosidades e informações sobre diversos alimentos - inclusive os mais exóticos e sofisticados - o segundo é mais técnico e restrito aos seus temas - servindo como uma verdadeira aula.
Estou lendo os dois simultaneamente, um em momentos de distração e o outro como forma de estudo. Quando terminá-los, volto aqui para contar minha opinião final.