quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Entrevistando: Eudes Assis

Quando percebeu que a gastronomia fazia parte de sua vida?
Desde a infância já gostava de estar ao lado da minha mãe na cozinha, observando-a no preparo das refeições.

O que é uma cozinha caiçara? Como você desenvolveu esse estilo?
É uma cozinha com base em ingredientes da costa litorânea. Antigamente, sem acesso de estrada aos centros comerciais, os caiçaras se alimentavam basicamente de pescados, caça, bananas, raízes, palmito e taioba. Minha cozinha é baseada em minha raiz familiar e experiências gastronômicas vividas pelo mundo. Valorizo os ingredientes da minha região com técnicas modernas.

Quais são suas referências na cozinha?
Chefs que enalteceram a gastronomia com ingredientes brasileiros, divulgando para o mundo. Exemplos como Alex Atala, o saudoso Paulo Martins, Roberta Sudbrack e Ivo Faria.

Qual maior desafio vivido até hoje?
Representar o Brasil num evento gastronômico em New Brunswick-EUA,com mais 23 chefs de diversos países.

Como você analisa a evolução e o futuro da gastronomia?
Hoje temos técnicas inovadoras que nos permitem obter um melhor sabor de cada ingrediente. Quanto ao futuro, acho que pode ser cada vez melhor, porém, se tivermos a consciência da sustentabilidade na gastronomia.

Qual sua obra prima?
Minha maior obra prima de vida é o meu filho Leonardo, fonte de inspiração! No restaurante Seu Sebastião, o menu degustação, pequenas porções de peixes e frutos do mar com ingredientes regionais.

Como é seu processo de criação?
Minha qualidade de vida. Morar cercado da Mata Atlântica (Sertão do Cacau-Camburi). Comprar pescados direto da canoa na praia. Viajar e conhecer novas culturas gastronômicas. Prestigiar e trocar ideias com amigos da área. Ler. E estar interado de técnicas e tendências atuais.

O que ama e o que odeia no prato?
Amo o frescor dos ingredientes, defendo que para um bom prato é necessário uma excelente matéria prima. Odeio pratos em excesso, salgados, gordurosos ou mal executados, como ingredientes passados do ponto.

O que te emociona na cozinha?
Criar novos pratos e satisfazer a expectativa dos clientes

O que lhe tira o apetite?
A falta de apoio e recursos para os jovens brasileiros se profissionalizarem, já que a grande maioria não pode pagar uma universidade nesta área.

Você é Feito com Pimenta?
Sim! Adoro!! Como das mulheres: o dedo da moça, de cheiro, biquinho e até a malagueta. Sempre uso uma boa pitada, pimentinha picante!!

4 comentários:

Anônimo disse...

quem é Eudes Assis? ele é chef de qual restaurante? desculpe, mas fiquei curiosa! rs

marcia

Mariana Marcial de Almeida disse...

Olá Márcia, ele é um chef que tem conquistado espaço e respeito na gastronomia. Ele é chef do restaurante Seu Sebastião, o link está no texto.. Beijos!

Dulcineia disse...

O blog é ótimo,acompanho a trajetória Chef Eudes e é destaque na gastronomia por seu conceito de cozinha sustentável, o que hoje mais precisamos.
Vale apena conferir esse profissional

Dulcineia

fabiana disse...

Adorei a entrevista!!!
O Eudes é maravilhoso, adoro seu estilo de cozinha singular...
Parabéns pelo Blog Mariana, adorei.