quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Olhos de guaraná

Muitas frutas típicas do Brasil foram descobertas pelas mãos dos índios, o que explica as lendas contadas sobre a origem de algumas. O guaraná, por exemplo, é campeão de histórias que explicam sua existência.
Em uma dessas, conta-se que havia um casal de índios na selva, que sonhavam em ter um filho.
Até que Tupã, o deus dos deuses, concedeu a eles um filho perfeito. O menino era esperto e inteligente, sabido de todas as coisas. Contudo, para protegê-lo, os pais não lhe contaram sobre o segredo de Jurupari, um espírito do mal, que podia se transformar em qualquer coisa.
Atiçado pela bondade do menino, Jurupari resolveu tirar-lhe a vida. O espírito do mal se transformou em serpente e, como todas as criaturas da mata eram afeiçoadas ao menino, ele não se intimidou diante do animal, que acabou por picá-lo.
Ao encontrarem o menino viram que ele estava morto, com os olhos virados para trás. A floresta se abateu com tanta tristeza e, no meio do desespero, ouviu-se um trovão do céu, que fora interpretado pela mãe do menino como sendo a voz de Tupã.
A vontade do deus era que fossem enterrados os olhos do garoto, de onde nasceria o guaraná, que muito se parece com os olhos do pequeno.

Nenhum comentário: