quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Três dicas para comer bem

Hoje tenho três dicas lindas de alimentação saudável para contar. Alimentação é tudo, gente! Muitas pessoas confundem dieta com comer bem e acabam torcendo o nariz para escolhas saudáveis. O que precisa estar grudado em nossa mente é que somos resultado, com rigor, daquilo que escolhemos consumir. Não estou falando de ficar com o corpo “perfeito de capa de revista para o verão”, mas sobre estar com disposição e saúde para curtir a vida com o corpo que você tiver. Não sou nenhuma vigilante de comida e nem faço churrasco de melancia (ainda!). Contudo, cada vez mais, tenho me ligado nessas questões, prestando atenção aos rótulos e no que me traz bem estar. E nesse pensamento delícia de viver, vamos às dicas de hoje!

Um pequeno restaurante, no centro de Juiz de Fora, com uma linha de trabalho bem bacana. Alimentação saudável, muitas verduras e legumes no cardápio, opções de peixe todos os dias e a comida toda preparada SEM óleo. Além desses benefícios, o preço é super justo. Vale a pena conhecer!


Comidinhas veganas com muito sabor e carinho. Conheci o trabalho deles recentemente e já adorei. Experimentei o creme de caju, que não é só uma opção para substituir o requeijão, por exemplo, mas funciona bem como antepasto. Dentre os outros produtos, já estou louca para experimentar os leites de amêndoas e coco bem caseirinhos.


Sei que comprar alimentos orgânicos pode assustar um pouco, já que os preços são acima do que você está acostumado no mercado. Mas acho muito válido pensar no bem final para sua saúde, no impacto ambiental e, também, na qualidade de sabor. O funcionamento do Box Orgânico é bacana porque você faz o pedido online e eles entregam em casa. Minha dica é só planejar bem as compras e pensar nas escolhas do seu box.

“Desembale menos e descasque mais”.

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Receita sensacional de pizza


Gente, preciso compartilhar com vocês a melhor receita de pizza da vida. Mentira, a segunda melhor... haha! Lá em casa somos acostumados com a famosa Pizza da Vovó, aquela massa mais fofinha, de espalhar no tabuleiro e que é a sensação da família. Mas, outro dia desses, me deu vontade de comer uma pizza sequinha e crocante. Encontrei essa receita do blog Chata de Galocha, no quadro O Chef e a Chata.

A receita não só deu certo, como atraiu uma amiga gulosa, rendeu muita história e, no dia seguinte, precisou ser repetida. Confira abaixo essa delícia!


quarta-feira, 27 de julho de 2016

O melhor do inverno: vinho


Sou uma pessoa apaixonada por vinho o ano inteiro, mas é no inverno que meu coração palpita ainda mais. Parece que nenhum clima frio, comidinhas, aconchego e cobertor de orelha funcionam se não tiver uma taça de vinho para acompanhar. E, dessa forma, passo meus dias invernais com o dente roxo.

A dica de hoje é o Cabernet Sauvignon Las Fuentes da Famiglia Zanlorenzi, um vinho equilibrado e que combina muito bem com as delícias dessa estação, como queijos e massas. Além disso, vale ressaltar que é um rótulo bem acessível, uma ótima relação de custo benefício, já que você pode tomar um bom vinho sem gastar muito.

Aproveito para destacar também que essa é uma vinícola nacional, situada na Serra Gaúcha. E, como sempre defendo, acho muito importante valorizarmos os nossos produtos. O Brasil tem muito vinho bacana, é só abrir os horizontes e se permitir conhecer.

quinta-feira, 30 de junho de 2016

Amor em forma de bolo


Bolo de aniversário ou para o café da tarde, com ou sem cobertura, redondo ou quadrado, bolo de nata ou até de nada. Acho que foi a primeira coisa que cozinhei sozinha e, desde então, assumi a função de boleira da família. Gosta de pensar nas combinações de massa, recheio e cobertura para um bolo mais elaborado. Mas, gosto igualmente, de bater um bolinho despretensioso enquanto rola uma prosa na cozinha ou um disco na vitrola. Por ter essa paixão e facilidade com bolos, virou pedido oficial das pessoas ao meu redor. E nada mais gostoso do que fazer um afago comestível e cheiroso assim a quem a gente ama. A receita de hoje surgiu de acordo com o que tinha em casa e, por isso, vou me esforçar para reproduzir as medidas certinhas, já que fiz ‘no olho’ mesmo. 

Ingredientes:
2 ovos caipiras (momento ostentação!)
1 xícara de açúcar mascavo
3 colheres de óleo de coco
2 colheres de azeite
1 xícara de leite
1 xícara de farinha de coco
1 xícara de farinha de trigo
1 pitada de sal
1 colher de chá de fermento químico

Modo de preparo:
Bata as claras em neve com a pitada de sal e reserve. Em outra vasilha, bata as gemas, o açúcar, o óleo de coco e o azeite até ficar bem fofo. Acrescente o leite e as farinhas e bata mais um pouco. Misture delicadamente as claras em neve e o fermento. Coloque em uma forma untada e enfarinha e leve ao forno pré-aquecido por cerca de 30 minutos.

Dica: fiz uma caldinha vapt vupt para despejar por cima. ½ xícara de açúcar, 1 gema, 1 colher de manteiga, 2 colheres de água e 2 colheres de chocolate em pó. Três minutinhos no fogo, até derreter e misturar tudo, e pronto!  

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Aloha: leve e justo


Almoçar fora de casa sempre, para mim, é uma tortura. Uma coisa é experimentar pratos novos, com sabores e preços mais elevados. Mas na rotina preciso de comidinhas caseiras e com preço acessível. Gosto mesmo é de fazer minha marmita em casa, o que nem sempre consigo e preciso recorrer aos restaurantes perto do trabalho.

Essa semana estive no Aloha e achei a comida muito honesta. Sabor leve, opções saudáveis e com preço justo. Sou uma pessoa com um amor especial por beterraba: A-DO-RO! Então, imagina a alegria com esse prato. Arroz de beterraba com castanha de caju, purê de batata, frango grelhado e saladinha. Paguei R$ 11,90 e saí de lá feliz da vida. J