terça-feira, 24 de abril de 2012

Provando no Casa Velha




O Casa Velha se tornou minha descoberta no Comida di Buteco. Adorei o lugar, bem personalizado e com um clima aconchegante. Atendimento atencioso, cerveja no ponto e a comida, ah... Vamos lá!

O tira-gosto...
Nas tranças da imaginação: Trança de lombo, palitos de queijo minas crocantes, batatas coradas, molho de alecrim e cebolas embriagadas.

Provando...
Achei o prato bem equilibrado, com cara de tira-gosto mesmo. Você fica passeando por batatinhas, palitos de queijo, um lombo bem saboroso e os molhos nem se fala. Fiquei com vontade de voltar logo...

Destaque...
O prato é bem organizado visualmente, sem aquelas confusões de sobreposições e decoração alegórica. Gosto do simples.

Não deixe de...
Se esbaldar nas cebolas embriagas. São cheias de sabor, com um toque de acidez e doce perfeitos! 

Crédito da foto: Beto Eterovick

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Provando no Bar do Doca



Ainda não conhecia esse bar e lá fui eu em tempos de Comida di Buteco experimentar a Trouxinha do Doca, nome do tira-gosto que concorre esse ano.

O tira-gosto...
A descrição é assim: Trouxinhas de carne recheadas com tomate seco, bacon e maionese sobre cama de queijo Minas.

Provando...
E degustando é assim: Achei a trouxinha até saborosa, mas não vi o tomate seco no recheio. O bacon está em outra trouxinha. A cama de queijo estava boa, mas era acompanhada de molho vermelho e não maionese. Enfim, não parecia ser o mesmo tira-gosto da descrição do bar.

Destaque...
O bacana foi servirem como acompanhamento pastelzinho de vento (que também não está no descritivo). Além de estar saboroso, achei legal fugirem no tradicional pãozinho.

Deixe de...
Tentar entender o tira-gosto...

Crédito da foto: Beto Eterovick 

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Provando no Pimenta com Cachaça



Foi dada a largada no maior concurso gastronômico do país: Comida di Buteco. Já falei que o ingrediente obrigatório em Belo Horizonte é o queijo. Já falei que o concurso acontece em 16 cidades. Já falei que a Saidera promete grandes emoções com Monobloco, Nando Reis e Aline Calixto. Mas, não falei, ainda, que sou botequeira convicta. E precisa falar isso? Segundo a campanha desse ano, não só precisa falar como provar. O lema adotado em 2012 pelo Comida di Buteco é: “Chegou a hora de provar que você entende de boteco”. E lá vou eu, provando...

O tira-gosto...
O primeiro foi o tira-gosto do Pimenta com Cachaça. O Di cumê rezano é mais ou menos assim: Dois Frangos de Minas - açafrão da terra e molho pardo, angu especial sobre cama de cubos de queijo minas, creme de oropronóbis com maionese, molho de pimenta e pão.

Provando...
Alguns podem torcer o nariz para molho pardo, mas está bem suave, pode ir sem medo. Eu adoro esse molho, então, nem dei muita atenção para o frango com açafrão da terra. O angu com queijo minas não dá vontade de parar. Já dos cremes, achei que faltou oropronóbis em um e sobrou pimenta no outro.

Destaque...
A forma de servir é um diferencial. Os donos do bar preparam uma pedra artesanal e personalizada para o tira-gosto. No próprio cardápio tem fotos mostrando a produção.

Não deixe de...
Comer o frango com a mão, é uma sensação de casa da gente, de lamber os dedos.

Crédito da foto: Beto Eterovick

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Queijo no Comida di Buteco



Todo ano fico ansiosa para o começo do Comida di Buteco e não seria diferente agora. Mas, essa edição está prometendo um gostinho especial, com sabor de queijo. O ingrediente obrigatório em Belo Horizonte será nosso amado queijo mineiro, podendo ser de três tipos: queijo minas padrãoqueijo minas artesanal e queijo frescal.

Além de esperar pratos deliciosos com esse ingrediente, espero também que sirva para valorizar ainda mais um produto que pode ser considerado sinônimo de mineiro.

Outra informação bacana que descobri recentemente é que o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) disponibiliza os dados de todos os produtores de queijo que já são certificados pelo órgão. Tudo bem que não chega nem perto do número de produtores no Estado, mas já é alguma coisa.

E que venham os queijos!