Pular para o conteúdo principal

Casal gourmet


Para o Dia dos Namorados, uma entrevista com o casal de chefs Dalton Rangel e Mariana Palmeira, que comandam juntos o Yuca Gourmet.

Como foi começar essa história dentro da cozinha?
A princípio foi bastante inesperado. Estávamos em um programa para mostrar o valor que tínhamos profissionalmente e acabamos nos encontrando. Depois acabou sendo essencial a companhia e apoio um do outro para continuar confinado. E, finalmente, quando saímos de lá, foi perfeito, pois tínhamos um ao outro e seguimos em frente trabalhando juntos e assim estamos ate hoje!

Casais costumam ter músicas especiais, vocês tem algum prato ou ingrediente que marcou a história dos dois?
Pratos e ingredientes são nossa vida! É difícil falar de um que marcou, mas temos um cardápio inteiro de "xodós" que criamos nos seis primeiros meses juntos e que até hoje utilizamos em vários de nossos cardápios. Mas como qualquer outro casal não podemos deixar de mencionar a música do Coldplay "Viva la vida", que sempre traz recordações do início da nossa história.

Se conquistaram pelo estômago?
Não. O fato de termos a mesma profissão só torna tudo ainda mais interessante!

Como é estarem juntos na cozinha?
Hoje em dia não trabalhamos na mesma cozinha o tempo todo. Então é sempre bom e prazeroso quando temos a oportunidade de estarmos cozinhando juntos.

O que se lembram do outro gastronomicamente?
Mariana: Gosto de tudo que o Dalton faz, principalmente quando estamos os dois sozinhos ou em família. Mas o que eu mais adoro é quando ele está inspirado pra fazer aquela massa com molho de tomate e panceta no capricho!
Dalton: Adoro o Yakissoba da Mari. Foi um dos primeiros pratos que ela aprendeu a fazer com o pai dela e faz sempre com muito carinho e lembranças... Ela tem muitas versões desse prato e todas são maravilhosas.

Comentários

Um brasileiro disse…
oi. estive por aqui dando uma olhada. muito legal e interessante. gostei. apareça por la. abraços.

Postagens mais visitadas deste blog

Petiscos sem carne

Na última sexta-feira foi dia de receber pessoas especiais em casa e (...) que não comiam carne. Isso pode até parecer um problema inicialmente, mas é coisa fácil de resolver. Afinal, tem tanta coisa gostosa nesse mundo. Preparei vários petiscos sem carne, mas vou dar a receita de três que considero a facilidade em pessoa.
Caponata de Beringela 1 berinjela em cubos + 1 cebola fatiada em meia lua + 4 dentes de alho fatiados + 1 pimentão vermelho em fatias meia lua + 1 pimentão amarelo em fatias meia lua + 100 gramas de uvas passas branca + 100 gramas de amendoim torrado e sem casca + 1 xícara de chá de azeite + sal e pimenta do reino = Coloque todos os ingredientes (com exceção dos temperos) em um tabuleiro e leve ao forno alto. Deixe por 30 minutos, misturando de vez em quando. Retire do forno e tempere.
Tomatinhos confitados 500 gramas de tomatinhos (sweer grape, uva, mini italiano) cortados ao meio + 2 dentes de alho picadinhos + 200 ml de azeite + manjericão fresco à gosto + 1 pita…

Assa peixe em Sabará

No final de novembro do ano passado estive em Sabará, bem pertinho da capital mineira, para participar do 27º Festival da Jabuticaba. Na época estava em uma correria e acabei não falando uma linha sobre o assunto aqui no blog. E agora vasculhando alguns arquivos achei um material bacana, receitas e dicas que vale contar para vocês. Além de servir de inspiração para participar do próximo festival, a cidade merece ser visitada sempre, pois os produtores artesanais, restaurantes e cozinheiros estão preparados para receber o ano todo.
Para começar, preciso contar a minha maior surpresa por lá, o assa peixe frito. É feito pelo cozinheiro Manoel Ferreira, que trabalha no restaurante do Parque Quinta dos Cristais. Ele conta que aprendeu a cozinhar com a mãe, que o ensinou não só o ofício, mas também o prazer em degustar e identificar os sabores presentes em cada garfada.
Para quem não conhece (assim como eu não conhecia), o assa peixe é uma urtiga, muito usada como planta medicinal. Mas nas m…

Receita de bolo #casadinhos

Traduzir amor em comida é uma das melhores coisas da vida. Dá uma sensação boa preparar tudo com muito carinho e depois ver a pessoa degustando a comidinha com esse tempero especial. E uma das coisas que mais faço para agradar os que amo é bolo. De aniversário, gelado ou mesmo aquele simples, bem roceiro. Tudo é motivo para bolo! Ontem ganhei uma goiabada cremosa apetitosa que na mesma hora virou motivo de bolo. Com alguns minutos o tabuleiro já estava no forno, o cheiro tomando conta da casa e o maridinho abrindo aquele sorrisão de quem iria se esbaldar de bolo/amor.
Bolo de goiabada com queijo
Ingredientes: 4 ovos 2 colheres de manteiga ½ xícara de creme de leite 2 xícaras de açúcar 2/3 xícaras de leite 4 xícaras de farinha de trigo 1 colher de chá de fermento biológico 4 colheres de sopa de queijo minas ralado 4 colheres de sopa de goiabada cremosa 1 xícara de leite condensado
Modo de preparo:
Bater em uma batedeira as gemas, manteiga, creme de leite e açúcar até formar um creme. Acr…