terça-feira, 4 de agosto de 2009

Fortaleza de aratu


O canto das mulheres atraía os crustáceos para a armadilha, assim era realizada a pesca do aratu. Esse tipo de caranguejo era encontrando em abundância no povoado de Cajazeiras, no Município de Santa Luzia do Itanhy em Sergipe, contudo, a principal atividade do povoado já não produz como antigamente. A comunidade, que é formada por 250 famílias, recebe a Fortaleza, que busca, com apoio de instituições locais, criar uma área dedicada ao repovoamento do aratu.
A ação é uma iniciativa do movimento Slow Food, que se norteia pela junção do prazer da alimentação com consciência e responsabilidade. Dentre os diversos projetos do movimento, esse tem como objetivo educar os pescadores para o uso sustentável dos recursos naturais, melhorar a qualidade do produto para aumentar o valor agregado e buscar alternativas para uma comercialização justa, com remuneração adequada para os pescadores.
Fonte do texto e foto: Slow Food

Um comentário:

Marcelo disse...

Mariana, vamos ter receita no blog? Coloca umas bem fáceis.. rs!! Abraços!