sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Sem sinal de fumaça


À meia noite dessa sexta-feira (07) começou a vigorar em São Paulo a lei antifumo. Sancionada há três meses pelo governador José Serra, a lei busca principalmente proteger a saúde do fumante passivo. Dado importante: segundo dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), o fumo passivo é a terceira maior causa de mortes evitáveis no mundo.
A lei não proíbe o ato de fumar, ela restringe. São proibidos lugares fechados de uso coletivo, público ou privado, como restaurantes, bares, casas noturnas, estacionamentos, instituições de ensino, etc. Com essa normatização, os fumódromos também são abolidos.
Essa medida vai exigir uma total mudança de hábito. E cá entre nós, mudar não é fácil, quanto mais, mudar uma sociedade inteira. É um trabalho de conscientização aliado a punição, uma vez que a lei prevê multa e interdição dos locais que não cumprirem as normas. Na primeira blitz em bairros badalados da cidade da garoa, os agentes não tiveram muito trabalho, pois os estabelecimentos e os fumantes parecem ter respeitado a lei.

Ardidas
Qual sua opinião sobre o assunto? Você concorda com essa lei? Acha que as normas serão respeitadas pelos estabelecimentos? E pelos fumantes? Isso pode interferir na lucratividade do setor de alimentação fora do lar, bares, restaurantes e afins? Aqui em Minas, ou onde estiver, acha que essa lei funcionaria?

Lei antifumo

2 comentários:

Fabiola disse...

Aqui no Rio existem bares que já adotam essa postura: fumar só lá na calçada! Eu acho isso ótimo pois pra quem não fuma pode ser muito incomodo, afinal o ato de fumar é muito invasivo ao próximo e os danos se "espalham no ar".

Bito disse...

Oi Mariana... só agora vi seu comentário no meu blog... se ainda quiser usar a foto, fique à vontade... bjão!