quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Banana na balança


A partir desta quarta-feira, 16, banana só pode ser vendida por quilo em São Paulo. A lei, de 2008, determina que a fruta não pode mais ser vendida por dúzia. Essa decisão tem como objetivo efetuar uma venda mais justa para o consumidor, assim como para o produtor.
Contudo, o sindicato dos feirantes é contrário à decisão e pretende entrar com uma ação judicial contra a lei. Os feirantes reivindicam liberdade para trabalhar a forma de venda das bananas, ficando a critério de cada um vender no peso ou na dúzia.
Certamente, se a medida permanecer, a forma de pedir banana por parte dos clientes continuará a mesma. É chegar à feira ou mercado, pedir uma ou duas dúzias de bananas e o vendedor efetua a pesagem. Eis, então, o problema. A que preço vender o quilo da banana e como os vendedores irão se adequar para atender à lei, com aquisição de balanças e procedimentos de fiscalização?

Foto: Marcos Michelin

Um comentário:

Renner Menezes disse...

Se em São Paulo a venda de bananas por kilo e não por dúzia está se legalizando agora, esta é uma prática vista há muito por estas bandas de cá.
Lá pros lados de Bom Despacho, nos idos de 1979, talvez 80 havia um comerciante chamado Tõe Bento, muito conhecido por sua pão-duragem.
Dizem que certa vez uma senhora entrou em sua venda (naquela época já eram poucas as vendas em Bom Despacho) e pediu 1 kg certo de banana prata, pois estava com o dinheiro contado.
O Tõe Bento escolheu uma bonita penca, colocou na balança, mas o fiel pendeu para o lado da banana. Não pensou duas vezes e tirou uma banana da penca. Mas o fiel passou a pender para o lado do peso. Ele escolheu outra banana, menorzinha, colocou na balança, o fiel voltou a pender pro lado da banana.
Ele era pão duro, mas era honesto, não queria deixar a freguesa levar menos que 1 kg certo, mas também não podia deixar a freguesa levar além da medida, se pagaria por apenas 1 kg.
Outras tentativas nas trocas das bananas houveram, mas não conseguiu acertar o peso.
Foi então que teve a brilhante idéia que resolveria a pendenga: Sacou da cintura um canivete afiado, cortou uma banana ao meio e colocou na balança.
-Agora sim! Bradou. - 1 kg certo.